publicidade

Rio do Sul nos 52º Jogos Abertos com cerca de 180 atletas


Capital do Alto Vale disputará 19 modalidades e a expectativa é pontuar em pelo menos 12


Escrito em 31/10/2012


Desde 2006 marcando presença entre os 10 primeiros na classificação geral, a cidade de Rio do Sul não quer deixar escapar o bom rendimento que a colocou entre as potências do esporte estadual na próxima edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC).
 
A competição chega à sua 52ª edição e começa na terça-feira (6 de novembro) e se estende até o dia 17 na cidade de Caçador, no oeste. A delegação riossulense formada por cerca de 180 atletas e equipe técnica tem como meta pontuar em pelo menos 12 das 19 modalidades que participa para conseguir ter pretensões de manter ao menos o sétimo lugar obtido em 2011.
 
Parte da delegação já viaja no dia 5 de novembro para organizar a logística das equipes como alojamentos, alimentação e transporte para os locais de competição. O superintendente da Fundação Municipal de Desportos, Nilo Borgonovo quer garantir tranquilidade para a delegação e que todos possam competir na cidade de Caçador com boas chances de medalhas e pontuação.
 
Rio do Sul estará sendo representado nas modalidades de atletismo, caratê, xadrez, bolão 23 e judô nos naipes masculino e feminino. As mulheres ainda vão representar a capital do Alto Vale no tênis de mesa, bolão 16, vôlei e vôlei de praia. Já os homens terão participação no ciclismo, tênis, tiro amas curtas, tiro ao prato e bocha.
 


O superintendente acredita que xadrez (FOTO ACIMA), tênis de mesa, vôlei, bolão 23, tiro armas curtas e bocha são as modalidades em que a cidade tem mais chances de obter pontuação. “Alguns esportes como o atletismo e ciclismo podem render medalhas, mas como nossa equipe é pequena, dificilmente teremos chance de pontuar nessas modalidades”, avalia Borgonovo.
 
Mesmo assim ele salienta que o esporte da cidade tem uma perspectiva muito acima da média já que Rio do Sul é apenas o 20º município pelo número de habitantes entre os inscritos na competição. “Ficar entre os 10 sempre é um feito bastante positivo. E quanto mais avançarmos, melhor”.
 
O vôlei feminino é uma dessas esperanças, já que terá força máxima para a competição ao mesmo tempo em que se prepara para a Superliga que também começa em novembro. Como há um limite no número de atletas nascidas em Santa Catarina, duas jogadoras farão um time de vôlei de areia. “Será uma experiência nova e logo de cara vamos enfrentar Balneário Camboriú que tem time no circuito nacional. Mas quem sabe podemos ter bom resultado”.
 
No atletismo, Rio do Sul não pode inscrever atletas que vem se destacando na categoria Menor como Felipe Leal, recordista mundial no lançamento do disco pois para lançamentos e arremessos o JASC aceita apenas atletas com mais de 18 anos. Mesmo assim, a equipe riossulense terá representantes no arremesso do peso, lançamento do martelo e disco e nos 800 metros e 1500 metros.

Fonte: Clóvis Eduardo Cuco - Assessoria Prefeitura de Rio do Sul

PUBLICIDADE

Publicidade
Publicidade
Publicidade