publicidade

Fesporte estuda plataformas para aperfeiçoar ações


Entidade já recebeu ideias, mas utilização ainda não está definida


Escrito em 17/01/2019


Entre as inovações no campo do processamento de dados como forma de aperfeiçoar as ações do corpo técnico, simultaneamente às pessoas responsáveis pela condução dos eventos, a Fesporte deu início a uma série encontros com especialistas na construção de plataformas, sobretudo softwares. As ferramentas, a que se propõe adotar a nova diretoria da Fesporte, tem por finalidade agilizar aos procedimentos até então tratados de forma convencional, ou seja, por meio impresso.

Empresas atuantes no ambiente digital apresentaram seus protótipos de plataforma, a partir da intervenção dos integrantes das áreas técnicas de inclusão, participação e rendimento, que estão expondo a peculiaridade de cada competição ou evento. Embora ainda no campo das formalidades, a plataforma está sendo instruída com funcionalidade para as modalidades coletivas, individuais, artes marciais e dança.

A área técnica defende que projeto ideal possa permitir lançar dados instantâneos num site especial enquanto a competição estiver em andamento nos mais diferentes ambientes de disputas. Inovações, como uma súmula online que permita aos dirigentes, atletas e público em geral acompanhar o andamento de cada competição. As informações lançadas na plataforma serão armazenadas num servidor com capacidade para processamento instantâneo.  

O modelo, defendem os técnicos, possa permitir, inclusive, a identificação do artilheiro (futsal, futebol, handebol), cestinha (basquete), melhor pontuador (vôlei) dos torneios e a classificação de cada time/município, além de estar habilitado, por exemplo, a atualizar quadro de medalhas, a pontuação geral dos municípios participantes e ainda disponibilizar o boletim oficial diário de cada competição.

Cronograma de disputas, escalação das equipes, escala de arbitragem e locais de jogos com localização virtual devem contemplar as inovações no sistema. Desenvolvido em plataformas responsivas, ou seja, com ferramentas de compartilhamento público em todas as redes sociais, o conteúdo poderá ser acessado pelo usuário em diferentes dispositivos (iOS e Android), desde os smartphones aos tablets, computadores, notebooks, etc.

Aos operadores do sistema será condicionada a entrada com a inserção de senhas para atualização das informações. Entre as principais novidades, conforme o presidente da Fesporte Rui Godinho, o software ideal permitirá aos gestores esportivos dos municípios efetuarem a inscrição de atletas por modalidades, confirmar desistências, bem como trocar informações com os operadores centrais alojados no ambiente físico da Fesporte. “Estamos debruçados na busca por melhorias na área tecnológica. Queremos proporcionar interatividade, facilitar os processos e, sobretudo, economizar tempo, recursos e pessoal”, defende Rui Godinho.

Sobre as empresas interessadas em oferecer os serviços, Godinho salienta que um amplo estudo está em andamento a fim de escolher a que melhor possa se adequar à compatibilidade da sistemática dos eventos da Fesporte em todo seu universo de ações. A adoção do sistema vai depender de inúmeros processos, adequação específica à necessidade da Fesporte e, sobretudo, aqueles responsáveis pela eventual contratação do serviço.

Fonte: Julio Castro/Assessoria de Imprensa da Fesporte

PUBLICIDADE

Publicidade
Publicidade
Publicidade