publicidade

Vencedores do Troféu Gustavo Kuerten são conhecidos


Evento ocorreu na terça no Teatro Pedro Ivo, em Florianópolis


Escrito em 11/12/2014


A noite desta terça-feira, 9, foi de muitas comemorações no meio esportivo. Para aqueles que participaram da cerimônia de entrega do Troféu Gustavo Kuerten de Excelência no Esporte, no Teatro Pedro Ivo, em Florianópolis, o momento foi um misto de emoção e alegria, especialmente para os premiados nas quinze categorias. A homenagem, que leva o nome do maior atleta de Santa Catarina, simbolizou a consagração de um ano intenso de esforço e dedicação.

Esta foi a sexta edição do prêmio, criado em 2008. Os finalistas passaram por um processo seletivo, que começou com a indicação feita pelas entidades esportivas. Depois, o Conselho Estadual de Esporte elegeu dois nomes, com base no desempenho no ano corrente, e outros três foram escolhidos por votação popular online. Por fim, coube ao Conselho Curador do Troféu a difícil missão de definir quem brilharia na “noite de gala” do esporte catarinense.

O tenista Gustavo Keurten falou sobre esperança e persistência aos atletas que participaram da cerimônia. "O sonho tem que estar sempre presente. Minha trajetória mostra que é sempre possível chegar lá", afirmou.

Os vencedores desta edição foram:

- O melhor atleta: Pedro Barros, Skate
- A melhor atleta: Fernanda Delgado, natação
- O melhor atleta paradesportivo: Rodrigo Alexandre Silvério, atletismo
- A melhor atleta paradesportiva: Sheila Finder, atletismo
- O melhor atleta de futebol profissional: Tiago Volpi, Figueirense
- O (a) atleta-revelação: Ana Giulia Pereira Zortea, natação
- O (a) atleta-revelação paradesportivo: Felipe Figueiredo Formentim, tênis de mesa
- A melhor entidade esportiva: Afesc – Associação das Federações Esportivas de SC
- A melhor entidade paradesportiva: Fesporte
- O (a) melhor técnico (a): James Curtipassi, atletismo
- O (a) melhor técnico (a) do paradesporto: Rosicler Ravache, atletismo
- A melhor equipe esportiva: Nova Trento, voleibol
- A melhor equipe paradesportiva: Afadefi – Basquete em cadeira de rodas
- O (a) melhor árbitro (a): Paulo César Guimarães Jr, ginástica artística
- O (a) melhor árbitro (a) do paradesporto: André Luis da Cunha – Basquete em cadeira de rodas

Fonte: Raquel Santi/Assessoria de Imprensa SOL

PUBLICIDADE

Publicidade
Publicidade
Publicidade