publicidade

Liga Riosulense confirma duas divisões a partir de 2020


Campeonato desta temporada será de transição para a nova fórmula. Haverá também mudanças no número de jogadores “estrangeiros”


Escrito em 15/02/2019


Em reunião com duração de mais de três horas, a nova diretoria da Liga Riosulense de Futebol definiu com aprovação dos clubes a fórmula de disputa do Campeonato Regional para os próximos dois anos. Nesta temporada, o torneio servirá para definir as equipes que disputarão as Série A e B a partir de 2020. E a partir deste ano as equipes poderão inscrever cinco jogadores “estrangeiros”, mas uma das vagas deverá obrigatoriamente ser ocupada por um goleiro.

Na primeira reunião do ano apenas o Chapadão do Lageado, que disputou a última edição, não contou com representantes. Outras nove equipes demonstraram interesse em participar da competição. A definição dos participantes será no dia 18 de abril, quando os times deverão efetuar o pagamento da inscrição de R$ 4 mil, além do cheque caução no valor de R$ 1 mil. A competição, por opção dos clubes, terá início no dia 2 de junho.

Para explicar as equipes como funcionará o campeonato a partir deste ano, a direção da Liga Riosulense utilizou o número de 25 equipes participantes (que poderá mudar de acordo com a demanda). Na primeira fase, que servirá como ranqueamento, as equipes serão divididas em cinco grupos com cinco clubes cada. Em turno único os dois melhores colocados de cada chave, além dos três melhores colocados gerais, avançam para a Liga Ouro e os demais disputarão a Liga Prata.

As 12 equipes que disputarão a chamada “Liga Ouro” em 2019 já estarão garantidas na Série A de 2020. Os times que disputarem a “Liga Prata” terão a oportunidade de disputar a primeira divisão do ano seguinte caso terminam entre as quatro melhores desta temporada. Assim, pela ideia da LRF, o Campeonato Regional terá 16 equipes na disputa da Série A em 2020, com as demais jogando a Série B. As quatro piores caem e as quatro melhores garantirão o acesso.

Equipes poderão ter goleiro estrangeiro

Tudo aprovado na reunião desta quarta-feira terá validade para os próximos dois anos. Muitas sugestões foram apresentadas pelos clubes e todas colocadas em votação aberta. Uma das ideias aprovadas por 16 votos dos presentes foi a liberação para as equipes inscreverem quatro atletas de fora da cidade, como já era nesta temporada, mas com liberação da inscrição de mais um atleta. Esse deverá ser obrigatoriamente um goleiro.

Em 2020 a regra dos estrangeiros será manterá e a Série B deverá ser disputada com atletas da casa, sendo que um atleta Sub-20 deverá obrigatoriamente atuar pela equipe. A LRF também pretendia iniciar a competição desta temporada em maio e os clubes acabaram sugerindo a data de 2 de junho, devido a realização dos campeonatos municipais.

Outra proposta da Liga Riosulense foi a manutenção das sete substituições por equipe durante os jogos, porém os técnicos poderiam realizar apenas três paradas durante a partida, sem contar os intervalos. A prática foi utilizada na Copa São Paulo de Futebol Junior, mas os clubes não aprovaram a sugestão.

Veja as fotos:

Fotos: Daniel dos Santos/Esporte Alto Vale

PUBLICIDADE

Publicidade
Publicidade
Publicidade