publicidade

OPINIÃO: Atlético-MG a dois jogos do mais importante título da sua história


Confira o novo texto do colunista/parceiro do EAV, Ciro Salla:


Escrito em 11/07/2013


E novamente teremos uma equipe brasileira da final da Libertadores, algo que acontece seguido desde 2005. Há momentos marcantes no futebol, daqueles que o sujeito vai lembrar sempre, e cada vez com emoção aumentada. É o caso da classificação do Atlético-MG para a final da Libertadores de 2013. A vaga veio nos pênaltis, depois de 2 a 0 suado no tempo normal sobre o Newell’s Old Boys (ARG). Foi alegria logo de cara com gol de Bernard aos 3 minutos mas que depois foi um martírio para a torcida atleticana. Após muito roer de unhas e alguns choros estampados eis que Guilherme, a poucos minutos do fim fez o 2º gol, que levou a decisão para a chamada dramaticidade nos pênaltis.

E novamente os corações se aceleraram, onde a desclassificação esteve perto em dois momentos, nas falhas de Jô e Richarlyson. Mas o Newell’s também perdeu duas. Daí vieram os momentos cruciais: Ronaldinho marcou, na quinta cobrança, fazendo 3 a 2. E depois o Victor (São Victor, o iluminado Victor) pegou a última cobrança(foto) para delírio da massa atleticana.


>> Continue lendo AQUI na coluna "O Mundo é uma Bola";

PUBLICIDADE

Publicidade
Publicidade
Publicidade