publicidade

Bikers de Ibirama escolhem duas das cinco provas no Canadá


Atletas participarão a partir desta terça-feira do maior Festival de Mountain Bike Downhill do mundo


Escrito em 05/08/2013


Os catarinenses Lucas de Borba (Hupi Bikes/Santa Cruz/Contabilidade Hohl) e Nataniel Giacomozzi Troylle Design/Hupi Bikes/Manoel Marchetti, ambos de Ibirama, começam a competir nesta terça-feira (6) no “Crank Works”, que é o maior Festival de Mountain Bike Downhill do mundo realizado anualmente na cidade de Whistler, que fica a 130 quilômetros de Vancouver, no Canadá. Mesmo com a possibilidade de participar de cinco provas, Lucas e Nata optaram apenas por duas, como forma de evitar lesões porque no dia 1º de setembro, vão representar o Brasil no Campeonato Mundial de Downhill, em Pietermaritzburg, na África do Sul.

Nata define a Canadian Open com a prova de Downhill mais como a mais difícil e técnica do parque, que conta no total com 60 pistas. “Trata-se de uma verdadeira pista de DH com muitas pedras, raízes, possibilitando alta velocidade e saltos grandes”. Esta é a terceira vez que ele participa da competição, que em 2012 teve como vitorioso o canadense Steve Smith. A outra prova é a Garbanzo considerada longa e dura. O percurso é de sete quilômetros de descida, com duração aproximada de 14min. Nata observou que o nível técnico continua altíssimo. Os bikers que ocupam o Top 20 do mundo estão em Whistler.

Para Lucas de Borba a experiência no Canadá é inédita. A sua única competição internacional até então tinha sido o Campeonato Panamericano de Downhill, realizado em abril na Argentina. O ibiramense conquistou a medalha de ouro na categoria júnior. Depois do festival no Canadá ele também vai para a África do Sul, onde disputará o seu primeiro e último mundial na júnior porque já completou 18 anos.

Fonte: Orlando Pereira/Agência Leme
Publicidade
Publicidade
Publicidade