publicidade

Atlético-Ib recebe o Inter e precisa da vitória


Equipe grená tem que ganhar para se manter vivo na briga pelo G-6


Escrito em 21/02/2015


A primeira decisão do Atlético Hermann Aichinger, não a do título do Campeonato Catarinense, será neste domingo diante do Internacional. Na briga pela vaga no hexagonal o time de Ibirama precisa vencer os lageanos para com uma combinação de resultados voltar ao G6. A partida inicia às 19h no Estádio da Baixada. A segunda será na quarta-feira novamente em casa contra o Metropolitano, outro adversário direto inclusive para o Campeonato Brasileiro da Série D. Com o empate na quarta-feira em 3 a 3 com o Guarani, em Palhoça, o Atlético ocupa a sétima colocação com cinco pontos ganhos, mesmo número que o Inter.

Mesmo com os dois jogos decisivos em seus domínios a preocupação do técnico Sílvio Criciúma é com o Internacional. “Temos que fazer a nossa parte no domingo e depois pensar no Metropolitano”. Depois o Atlético joga em Chapecó, no dia 1º de março e encerra sua participação na fase inicial do campeonato diante do Criciúma, no dia 4, na Baixada. O treinador observou que o Inter é um adversário com jogadores qualificados, como Marcelinho Paraíba, Reinaldo e Fernando Henrique. Mesmo assim o treinador não vai mudar o esquema tático que o Atlético vem atuando desde o início da competição.

O zagueiro Mateus, que cumpriu suspensão automática por sua expulsão contra o Marcílio Dias, deve voltar ao time. O mesmo ocorre com o atacante Abner, como opção para o banco. O mesmo ocorre com Jean Carlos, agora melhor condicionado fisicamente. Embora não tenha ninguém de fora pelo terceiro cartão amarelo, o treinador ainda não poderá contar com os volantes Kassio e Diego Oliveira e com o atacante Adriano. O meia Elivélton não treinou nem quinta e nem na sexta-feira.

O goleiro Ney vem sendo um dos destaques do Atlético pelas suas defesas, principalmente de pênaltis. Na final do Campeonato do Acre de 2014 ele garantiu o título para o Rio Branco justamente por ter agarrado quatro pênaltis. O mesmo aconteceu no primeiro tempo da partida com o Guarani. Ele pegou a cobrança de Vitinho, quando ainda estava 0 a 0. “O outro ele cobrou muito bem e não teve como”. Ele credita a sua boa fase ao trabalho de preparação do treinador de goleiros Márcio Amaral.

A primeira providência para atrair o público, no domingo,  foi alterar o horário do jogo para às 19h. O superintendente Giovani Nunes observou que isso evita que o sol atinja os torcedores que estão optando por assistir as partidas na arquibancada coberta. Os ingressos antecipados até neste sábado ao meio-dia estão sendo vendidos na Loja do Fabrício; Confecções Alexandre; e no Posto Scursell, além do Restaurante do Nei, que funciona anexo no Estádio da Baixada. O preço nas sociais é de R$ 40,00 e na arquibancada coberta R$ 20,00. Aposentados e estudantes, com o devido comprovante de identidade, pagam meia.
 

Fonte: Orlando Pereira/Assessoria de Imprensa CAHA

Veja as fotos:

Foto: Orlando Pereira/CAHA)
Publicidade
Publicidade
Publicidade