publicidade

CBV define criação de Comissão de Treinadores da Superliga


Grupo representará a categoria em encontros com a CBV para o desenvolvimento da modalidade


Escrito em 25/04/2013


A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) definiu na semana passada, em reunião realizada na sede da entidade com os técnicos participantes das Superligas Masculina e Feminina, a criação de uma Comissão de Treinadores. O grupo representará a categoria em encontros com a CBV para o desenvolvimento da modalidade e das competições nacionais.

Durante a reunião da terça-feira (16 de abril), diretoria da CBV e treinadores realizaram uma análise da recém-encerrada temporada das Superligas e apresentaram ideias para a próxima edição. “Estamos satisfeitos. Nunca deixamos de dialogar com os treinadores e, agora, demos um importante passo para melhorar ainda mais esse trabalho”, disse o superintendente técnico da CBV, Renato D’Ávila.

O treinador Luizomar de Moura, vice-campeão da Superliga 12/13 com o Sollys/Nestlé (SP), chamou a atenção para a importância do vôlei como modalidade esportiva no Brasil. “Além de técnico de voleibol, sou professor de educação física. Hoje, vejo o vôlei muito forte em nosso país sendo exemplo de esporte. A organização da modalidade é muito importante. Eventos como esse contribuem para o crescimento do esporte. Temos um modelo vencedor, que pode sempre evoluir. A Superliga é uma competição concretizada”, disse Luizomar de Moura.

Para o técnico do RJX (RJ), Marcelo Fronckowiak, campeão da Superliga 12/13, a entidade ouvir o que todos têm a dizer é algo que deve ser valorizado. “Estou contente e positivamente surpreso porque o fórum de debate foi aberto de forma muito sincera. A reunião foi extremamente positiva, houve uma integração muito grande e a voz está sendo dividida. Tenho certeza de que momentos como esse, que foram muitíssimo bem dirigidos pela CBV e por todas as pessoas que estiveram presentes, são esclarecedores. Tudo isso é importante para que quebrem alguns paradigmas que existem e que não correspondem necessariamente a tudo em que acreditamos”, opinou Fronckowiak.

Recém-transferido para o Sesi-SP, o técnico Marcos Pacheco também esteve presente na reunião e elogiou a iniciativa da CBV. “A reunião foi uma grande oportunidade dos técnicos estarem reunidos com a direção da CBV para vermos as situações que podemos melhorar. E essas situações têm de ser debatidas aqui, no local e momento ideais para isso. Aqui, cada um tem a chance de falar o que pensa, escutar e trocar ideias. Todos puderam expor seus pensamentos e os que estiveram aqui foram privilegiados por participar de um momento muito importante”, afirmou Pacheco.

O presidente da Federação Internacional de Voleibol (FIVB), Ary Graça, que também participou do encontro, ressaltou a importância da criação da comissão. “Os treinadores são a base do voleibol. Essa integração é necessária em qualquer lugar do mundo, tanto que já estamos seguindo pelo mesmo caminho na Federação Internacional”, afirmou Ary Graça.

Fonte: Texto com informações da Assessoria de Imprensa da CBV

PUBLICIDADE

Publicidade
Publicidade
Publicidade