publicidade

Rio do Sul perde para o SESI pela 2ª rodada


Equipe jogou bem, mas não conseguiu superar o time paulista com várias estrelas da seleção.


Escrito em 28/11/2012


Apesar do esforço em quadra e do incentivo da torcida local que encheu o ginásio municipal Artenir Werner, Rio do Sul perdeu para o SESI-SP na noite desta terça-feira pela segunda rodada da Superliga. A equipe paulista venceu por 3 sets a 0 com parciais de 11/25, 24/26 e 23/25 em 1h30 de jogo e se garante na terceira colocação do campeonato liderado pelo Banana Boat/Praia Clube. Rio do Sul é o último entre os 10 participantes.

O time de Rio do Sul tinha consciência de que a partida seria dura pela presença de atletas consagradas no time adversário como a levantadora Dani Lins, as pontas Sassá e Tandara, além da meio de rede Fabiana, todas medalhistas olímpicas pela seleção brasileira. Além delas, a oposto Elisângela também foi destaque, recebendo o troféu Viva Vôlei de melhor jogadora da partida. Para o time de Rio do Sul, mais dificuldades como o improviso da ponteiro Jú Odilon como líbero e a ausência da oposto Priscila com uma contusão na panturrilha direita.

O técnico Rogério Portela afirmou que o time melhorou muito em relação ao jogo contra o Usiminas pela abertura do campeonato. Mas que os erros – 27 pontos cedidos para o SESI e apenas 10 para Rio do Sul – ainda incomodam e precisam ser corrigidos.

Confira: Entrevistas, em vídeo, realizadas após o jogo;

Rio do Sul volta ao ginásio Artenir Werner nesta sexta-feira dia 30 de novembro onde recebe o Vôlei Amil de Campinas (SP). O time é dirigido pelo técnico José Roberto Guimarães, três vezes medalha de ouro dirigindo as seleções masculina e feminina. A partida começa às 20h15min e os ingressos antecipados já estão a venda por R$ 10.
 
O jogo:

O placar no primeiro set se refletiu com a situação difícil do time que representa Santa Catarina na Superliga. O SESI-SP era consistente nos ataques pela entrada de rede e tinha buscou muitas bolas atacadas por Rio do Sul. O placar de 25 a 11 no primeiro set obrigou o técnico Rogério Portela a pedir mais tranquilidade ao time. “Foi um susto que nós tomamos e demoramos a se encontrar em quadra. Mas quando acertamos logo na segunda etapa, nossa equipe cresceu e levou junto a torcida. Percebemos que podíamos ir longe mesmo com todas as dificuldades”.

E o jogo mudou de cara. Rio do Sul foi para cima e disputou lance a lance com coragem. As jogadas de ataque de Elis, com 14 pontos, e Neneca, com 15 deram mais alegria ao time e ajudaram a manter a vantagem da equipe no placar em praticamente todo o segundo set. O SESI correu atrás do prejuízo e empatou em 22 a 22, levando a etapa para o seu desfecho com vitória apertada para as paulistas por 26 a 24.

O terceiro set também começou forte para Rio do Sul, impulsionado pelo bom desempenho das atacantes. Mas o SESI tinha a variação forte de jogadas impulsionado pela levantadora Dani Lins que trabalhou muitas bolas com Suelle e Elisângela. Novamente empatados em 22 a 22, o set foi vencido pela equipe paulista por 25 a 23, garantindo a vitória do time comandado pelo técnico Talmo de Oliveira.

Fonte: Com informações de Clóvis Eduardo Cuco/Vôlei Rio do Sul

PUBLICIDADE

Publicidade
Publicidade
Publicidade