publicidade

Rio do Sul permanece em Brasília por conta de previsão de enchente


Jogos da final do campeonato catarinense são adiados pela Federação. Estreia na Superliga poderá ser revista


Escrito em 22/09/2013


Por Clóvis Cuco/Imprensa Vôlei Rio do Sul

A cidade de Rio do Sul, na região do Alto Vale do Itajaí de Santa Catarina, está em estado de emergência por conta da elevação do nível do rio Itajaí-Açu. A prefeitura local contabilizava até a tarde deste sábado, cerca de mil pessoas desabrigadas por conta de alagamentos. E com a previsão de mais chuva para os próximos dias na região, a situação tende a se agravar.

O retorno do time de Rio do Sul estava previsto para este domingo, mas a direção do time preferiu permanecer em Brasília (DF) por pelo menos mais uma semana, até as condições estarem mais favoráveis.

O ginásio municipal Artenir Werner no bairro Canoas, local de treinos e jogos, fica em uma região baixa e facilmente alagável, inviabilizando atividades do grupo. “Prevemos dificuldades em chegar até nossas casas, realizar atividades físicas de academia ou no ginásio. E principalmente, nós sabemos que a prioridade não é esta. A cidade de Rio do Sul está em estado de emergência para uma enchente e nós não podemos ficar indiferentes quanto a isso”, explicou o supervisor do time, José Roberto Moura, que está com a delegação em Brasília.

Ele comentou ainda que o time está muito tenso com a situação da cidade. “Temos amigos, familiares e o nosso carinho pela cidade é enorme. Estamos longe, mas desejamos que todos tenham muita calma e fiquem em segurança”.

Em Brasília, o time terá estrutura de hospedagem e local para treinamentos, pois não pode perder ritmo de preparação para os próximos jogos. A Federação Catarinense de Voleibol adiou por tempo indeterminado a decisão do campeonato estadual que teria o primeiro jogo na quarta-feira (25) entre Rio do Sul/Equibrasil e Nova Trento na cidade de Nova Trento.

Não está descartada ainda a possibilidade de alteração da data ou mudança no mando de jogo de estreia de Rio do Sul na Superliga Feminina, marcado para o dia 4 de outubro contra o Praia Clube (MG) em Santa Catarina. Dependendo de como a situação ficar em Rio do Sul, a diretoria vai pedir alteração da data, cabendo decisão aos clubes e a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV).

Edna sofre lesão no joelho na última partida da Copa Brasília

A última partida do time Rio do Sul/Equibrasil na Copa Brasília de Voleibol terminou em 3 sets a 0 para o time Maranhão Vôlei/Cemar. O jogo disputado na capital federal na tarde deste sábado encerra a participação das catarinenses na competição envolvendo quatro equipes que disputam a Superliga Feminina desde dia 19 em Brasília. O título do torneio ficou com o time do Unilever (RJ).

Rio do Sul terminou o campeonato com uma vitória e duas derrotas. Entretanto, a equipe mostra preocupação com uma lesão sofrida pela meio-de-rede Edna durante o 1° set do jogo deste sábado. Ela torceu o joelho direito após uma tentativa de bloqueio e teve de abandonar o jogo e deverá passar por exames médicos nos próximos dias.

O técnico Rogério Portela não esconde a apreensão com a condição da jogadora que é titular e vinha tendo uma ótima participação, tanto no torneio em Brasília, como no campeonato estadual. Além disso, Rio do Sul já vem desfalcado para esta temporada de jogadoras na posição de meio-de-rede, já que Camila Paracatú está afastada por ter realizado cirurgia no joelho direito. “Vamos aguardar os exames, mas a gente fica preocupado. É uma jogadora muito importante no nosso time”.

Neste caso restariam apenas para a posição de meio-de-rede Paula Barros e a nova contratação do time, a paranaense Carla, que jogava no time do São Caetano (SP), que chegou na última semana. Só que a jogadora de 23 anos e 1,97 metro ainda se recupera de cirurgia no ombro direito e não tem participado de treinos com bola.

PUBLICIDADE

Publicidade
Publicidade
Publicidade