publicidade

Palestra: a importância da atividade física


Alunos de Escola Tancredo Neves vão receber a visita de Luis Henrique Schneider e Luana Pereira, além do fisioterapeuta Diego


Escrito em 03/10/2013


Por Bianca Heess das Chagas Lima/Imprensa PMG

As professoras Janete Serafim Dauer, Tatiane Carla da Silva e Jéssica das turmas de 4º e 5º anos do ensino fundamental da Escola Municipal Tancredo Neves, estão desenvolvendo com os alunos um projeto que visa despertar o espírito de empreendedorismo com o tema: A Importância da Prática da Atividade Física como Qualidade de Vida, Aliada ao Empreendedorismo.

O objetivo é unir saúde ao empreendedorismo. “Queremos “VENDER” a ideia de que para ser um bom empreendedor, obter sucesso financeiro, é preciso ter SAÚDE. E para termos saúde um dos fatores principais e muito importante, é antes de mais nada, INVESTIR na qualidade de vida, praticando alguma atividade física. Pensamos que de nada adianta obter dinheiro, se não temos saúde para administrar nossa empresa, ou realizar o que nos traz bem-estar financeiro. Sendo assim, a prática de atividade física estabelecerá metas e regras em nossa vida, será a ponte para outro hábitos saudáveis, como alimentação saudável, abster-se de drogas tanto lícitas como ilícitas, entre outros”. comenta a professora Janete.
 
Nessa sexta-feira (4), na parte da manhã, os alunos deste projeto contarão com a presença dos atletas Luis Henrique Schneider e Luana Pereira, e do fisioterapeuta, Diego, da Clínica de Reabilitação Física REFIS, que ministrarão palestraras sobre a importância da atividade física para a qualidade de vida.

Já no dia 26 de outubro, às 16h, ocorrerá uma caminhada, nas imediações da Sociedade Camioneiros, e toda a sociedade getuliense está convidada a participar. A caminhada será solidária, pois cada participante deverá contribuir expontâneamente com no mínimo R$ 1,00 e deste valor será repassado 50 % a uma entidade social do município ainda a ser definida e o restante será destinado à escola como prevê o regulamento dos projetos em execução.

“Dessa forma, estaremos aliando saúde e empreendedorismo. E, além disso, ensinando aos nossos alunos de que é possível ser solidário, não apena pensar em si mesmos, ao fazer uma doação de parte do dinheiro arrecadado a uma entidade a qual irmos definir”, finaliza a professora.

PUBLICIDADE

Publicidade
Publicidade
Publicidade