publicidade

Rio do Sul estreia nesta sexta-feira na Superliga


Primeiro adversário é a forte equipe do Banana Boat/Praia Clube, a partir das 21h30, no ginásio Artenir Werner


Escrito em 11/10/2013


Por Clóvis Eduardo Cuco/Imprensa Vôlei Rio do Sul

É pela superação de adversidades entre contusões e até mesmo uma enchente no ginásio é que deve ser feita a campanha do time Rio do Sul/Equibrasil na Superliga 2013/2014 que começa nesta sexta-feira (11) para o time catarinense. A primeira partida do campeonato de clubes mais importante do país começa às 21h30 no ginásio Artenir Werner contra o Banana Boat/Praia Clube, time de Uberlândia (MG)

Os ingressos estão à venda por R$ 12 antecipados em postos de venda pela cidade como a Nikel Sports, Lourival Esportes, Vida Ativa, Postos R4 e a sede da Fundação Municipal de Desportos. Na hora do jogo o preço é de R$ 15.

>> Prefeito visita time de vôlei antes da estreia na Superliga;

E para esta partida, o técnico Rogério Portela está de olho em um esquema tático capaz de superar o adversário que vem com muita força para esta temporada. “É um plantel de muita qualidade e chega com grandes chances de ser finalista da Superliga”. Uma das surpresas da competição passada, o Praia Clube chegou as quartas-de-final, mas foi derrotado pelo time do Sesi-SP.


Spencer Lee e Rogério Portela se encontraram entre os treinos desta quinta (Foto: Clóvis Cuco/Vôlei)

Entre os destaques do time estão as gêmeas Monique e Michelle Pavão, a levantadora Camila Torquette, a cubana Herrera e a americana Kim Glass também fazem parte do time mineiro comandado por Spencer Lee. A meio-de-rede Mayhara, ex-jogadora de Rio do Sul na temporada 2011/2012 também estará no time. E a campeã olímpica Mari, nova contratação do time, não está na delegação que chegou nesta quinta-feira em Rio do Sul.

Para Portela, Rio do Sul tem uma estreia bastante difícil, contra um time muito bem montado por Spencer Lee. “A gente sofreu com algumas situações inesperadas na nossa preparação, com as contusões sérias da Edna e da Camila. Até mesmo a enchente que atingiu a cidade e o nosso ginásio certamente seriam motivos para desistirmos. É com dificuldade sim. Mas não baixamos a cabeça aos desafios em vamos em busca do nosso objetivo que é fazer uma boa campanha”, observou Portela.

Há três dias em Rio do Sul, Jéssica já poderá jogar

Com desfalques para a Superliga, o time de Rio do Sul/Equibrasil buscou novos nomes no mercado para a posição de meio-de-rede. E além de Carla, que já treina com a equipe há um mês, Jéssica também para a posição de central, já está incorporada ao grupo catarinense.

Jéssica Soares das Neves tem 25 anos, 1,82m e estava no time de Rio Claro (SP). Ela chegou em Rio do Sul na terça-feira (8), fez exames médicos e já começou a treinar. Com três atletas no grupo para a posição à disposição de Rogério Portela, é possível que Jéssica já possa fazer sua primeira partida na Superliga mesmo poucos dias após chegar. “Nunca joguei uma Superliga e estou muito ansiosa. Mesmo com os primeiros treinos, quero ajudar o grupo”, disse a jogadora que nasceu em São Paulo (SP).



Veja as fotos:

Rio-sulenses treinaram muito para tentar parar o time de Uberlândia (Foto: Clóvis Cuco/Vôlei RDS)

PUBLICIDADE

Publicidade
Publicidade
Publicidade