publicidade

Molico/Nestlé e Sesi-SP se enfrentam pela semifinal


Primeiro jogo, com transmissão do Sportv, é na cidade de Osasco


Escrito em 10/04/2014


Molico/Nestlé (SP) e Sesi-SP entram em quadra nesta sexta-feira (11) para o primeiro confronto pela semifinal da Superliga Feminina 13/14. A partida será às 21h30, no ginásio José Liberatti, em Osasco (SP), com transmissão do canal SporTV. Para o duelo paulista, grandes nomes estarão em quadra. Amigas fora dela, a oposto Sheilla, da equipe de Osasco, e a central Fabiana, do time da capital, terão que ajudar a eliminar a equipe adversária.

Os times já fizeram três finais nesta temporada, com equilíbrio nos resultados. Na Copa Brasil e no Paulista, melhor para o Molico/Nestlé. No Sul-Americano de Clubes, vitória do Sesi-SP. Desta vez, o time paulistano busca deixar tudo igual nos números. Para Fabiana, o equilíbrio permanecerá, mas ela garante que seu time está bem preparado para enfrentar a única equipe invicta na Superliga 13/14.

“Sabemos que o Molico/Nestlé é uma grande equipe com jogadoras talentosas, mas estamos muito motivadas para chegar na final. Nosso time cresceu na competição e estamos lutando muito. Estudamos e treinamos muito forte para chegar bem na partida desta sexta-feira”, disse Fabiana.

Sobre a possibilidade de enfrentar mais uma vez uma de suas grandes amigas, Fabiana afirma que isso faz parte da profissão. “Já me acostumei a jogar contra a Sheilla. Ela é minha grande amiga e respeitamos muito uma a outra. No entanto, somos profissionais e cada uma defende a sua equipe. Durante os jogos nos olhamos algumas vezes e brincamos uma com a outra, mas sempre com respeito. Dentro de quadra cada uma defende o seu time, mas fora a amizade é enorme”, garantiu a central bicampeã olímpica, que na seleção brasileira divide o quarto justamente com Sheilla.

Como se não fosse suficiente brigar pela classificação para a final da Superliga, Sheilla e Fabiana ainda competem na estatística de pontuação. A oposto é a sexta nesta lista, com 324 pontos, enquanto a central é a sétima, com 324. Para Sheilla, a dificuldade enfrentada nas partidas anteriores deverá permanecer. “Nos enfrentamos em todas as finais que fizemos esse ano e, por isso, os times se conhecem muito bem. Essa vai ser uma semifinal e, com certeza, mais uma vez muito difícil. Essa temporada é o campeonato mais disputado dos últimos anos e tem duas semanas que estamos nos preparando para essa série”, comentou Sheilla.

A oposto do Molico/Nestlé lembra que seu time teve um atraso para conhecer o time que enfrentaria na semifinal, já que Sesi-SP e Banana Boat/Praia Clube (MG) fizeram três jogos para que fosse definido o semifinalista. “Treinamos forte pensando na semifinal e só nessa semana pudemos nos preparar com o foco específico no Sesi-SP, já que tínhamos que esperar que o adversário saísse das quartas de final”, explicou a oposto bicampeã olímpica.

Fonte: Texto Assessoria de Imprensa da CBV

PUBLICIDADE

Publicidade
Publicidade
Publicidade