publicidade

Adriano e Lucas Campestrini são dúvidas para sábado


Jogadores não participaram da atividade desta quinta-feira


Escrito em 10/04/2014


A definição do time do Atlético Hermann Aichinger, que enfrenta ao Marcílio Dias, no sábado às 16h, em Itajaí, vai ficar mesmo para depois da revisão médica. O zagueiro Lucas Campestrini e o atacante Adriano novamente não participaram do treinamento realizado nesta quinta-feira, no Estádio da Baixada. Diante deste quadro o técnico Sílvio Criciúma compôs a zaga com Jajá ao lado de Thiago Couto e Matheus Guerreiro no ataque com Edinho. Depois do treino recreativo, a delegação embarca com destino a Balneário Camboriú. Uma vitória simples mantém a equipe ibiramense na Série A de 2015.

Lucas Campestrini permaneceu em tratamento nos dois períodos. O defensor teve um trauma lombar e continua reclamando de dores. Por precaução permaneceu em tratamento. Já Adriano correu ao redor do campo. Ele espera jogar, mesmo sem as condições físicas ideais. “Tenho uma história no clube e não é neste momento difícil, com o risco de ser rebaixado, que vou ficar fora”. Ele lembrou que está entre os maiores artilheiros da história do Atlético, em jogos oficiais. “Pelos meus cálculos foram mais de 50 gols, entre as minhas e vindas”. Fora Adriano e Lucas Campestrini, o único jogador lesionado é o zagueiro Claiton, que recebeu alta médica, depois de cinco dias internado em consequência de cirurgia, no braço esquerdo.

Durante a tradicional conversa no centro do gramado que antecedeu o treinamento, Sílvio Criciúma destacou que o foco é o jogo com o Marcílio Dias. Ele não quer os jogadores preocupados com o resultado do confronto entre Brusque e Juventus. “Dependendo apenas de uma bola para atingirmos o nosso objetivo que é permanecer na primeira divisão”. O técnico prevê uma partida muito disputado até porque os itajaienses ainda têm chances de conquistar o hexagonal, que garante vaga na Copa do Brasil de 2015. Neste caso o Avaí teria que ganhar da Chapecoense, na Arena Condá.


Fonte: Texto de Orlando Pereira/Imprensa CAHA

PUBLICIDADE

Publicidade
Publicidade
Publicidade