publicidade

Não deu! Rio do Sul vence set, mas perde para o Amil


Time do Alto Vale ainda teve outros bons momentos durante o duelo


Escrito em 22/01/2013


A equipe de Rio do Sul/Equibrasil equilibrou o jogo contra o Vôlei Amil na noite desta terça-feira (22) e chegou a até vencer um set. Porém, a equipe paulista comandada pelo técnico da seleção feminina José Roberto Guimarães superou o time do Alto Vale em 3 sets a 1 (25/12, 23/25, 25/23 e 25/19), em 2h, na Arena Concórdia, em Campinas, pela terceira rodada do returno.

Apesar da derrota, as meninas do Alto Vale não deixam a oitava colocação na classificação da Superliga. Com nove pontos, as riossulenses tem três de vantagem em relação ao São Caetano que ocupa o 9ª lugar. Já o Amil continua no quinto lugar da Superliga, agora com 23 pontos.

A búlgara Vasileva foi a melhor atleta da partida recebendo o troféu Viva Vôlei oferecido pela CBV. Pri Daroit e Walewska também se destacaram ao longo do jogo pela equipe campineira. Já Rio do Sul teve nas mãos de Elis e Neneca os melhores momentos no ataque ou com o bloqueio de Edna e Claudinha.

A derrota fora de casa não desanimou o time catarinense que volta para casa contabilizando evoluções. A avaliação do técnico Rogério Portela é de que o jogo tinha tudo para ser um dos mais difíceis até o momento na Superliga. Sem vencer no returno, o Vôlei Amil viria com tudo para esta partida em casa. “Tivemos capacidade de impor nosso ritmo no segundo set com uma recepção muito boa e o bloqueio funcionando. Todo o time teve um desempenho muito bom”, ressalta Portela.

O treinador só lamenta novamente a falta de frieza para fechar um set quando a equipe tinha vantagem no placar. “Por pouco não ganhamos o 3° set o que seria muito importante para conquistar um ponto ou mudar a cara do jogo. Mas sentimos que o time erra menos e consegue por pressão no adversário”.

A delegação volta para Santa Catarina nesta quarta-feira e já tem no pensamento o próximo adversário que é o São Bernardo (SP) na sexta no Artenir Werner. O jogo começa às 20h15 e os ingressos já estão à venda antecipadamente por R$ 10. Na hora da partida a entrada é R$ 12.

Rio do Sul vendeu caro a derrota para as donas da casa

O Vôlei Amil abriu sete pontos de vantagem no primeiro set e sem esforço trabalhou o jogo nas mãos de Pri Daroit e da cubana Ramirez. A búlgara Vasileva esteve bem marcada e foi pouco acionada durante o set. O bloqueio foi o principal trunfo do time de Campinas ao longo da parcial com 10 pontos conquistados. Ao mesmo tempo Rio do Sul também teve dificuldades na recepção e influenciando diretamente na qualidade do ataque do time catarinense.

O segundo set começou mais equilibrado e Rio do Sul conquistou uma vantagem que chegou a ser de quatro pontos logo de início. O time de Campinas teve de correr atrás e no bom momento de Andressa, conseguiu o empate e a virada em 13 pontos.

 Logo em seguida o Vôlei Amil teve novamente o bloqueio como principal arma para conquistar vantagem no placar. Só que Rio do Sul também se aproveitou deste fundamento e do forte ataque de Neneca – até então a terceira maior pontuadora da Superliga – para buscar a virada na parcial. Rio do Sul teve paciência de manter uma pequena vantagem e com um belo ponto de Edna fechou o set e empatou a partida.

O jogo permaneceu equilibrado e Rio do Sul saiu muito bem com Neneca que encaixou uma sequência de saques no início do terceiro set. A cubana Ramirez torceu o pé direito e teve de ser substituída e não voltou mais para o jogo prejudicando a equipe momentaneamente. O As donas da casa estacionaram no placar enquanto Rio do Sul abria caminho. Só que então a búlgara Vasileva mostrou o que também a torna uma das maiores pontuadoras da Superliga. Certeira, ela contribuiu muito para que o time buscasse a virada e fechasse o set para alegria da torcida local.

Com a vantagem no placar, o Vôlei Amil teve paciência para manter a dianteira ao longo do 4° set. Pri Daroit foi um dos principais nomes desta parcial assim como Vasileva. Rosamaria também entrou bem no lugar de Ramirez machucada e na eficiência dos levantamentos de Fernandinha, deram o toque final para a vitória do Vôlei Amil.

Fonte: Com informações de Clóvis Eduardo Cuco - Imprensa Rio do Sul/Equibrasil

Veja as fotos:

Edna tenta ataque no duelo em Campinas (Foto: Felipe Christ/Amil/Divulgação)

PUBLICIDADE

Publicidade
Publicidade
Publicidade