publicidade

Bombeiros fazem vistoria no Estádio da Baixada


Local não apresenta problemas de segurança pela avaliação feita nesta terça-feira


Escrito em 21/10/2014


O Estádio da Baixada não apresenta problemas de segurança que impeça o Atlético Hermann Aichinger sediar seus jogos no Campeonato Catarinense da próxima temporada. Pelo menos essa foi a constatação de uma a equipe do Batalhão de Bombeiros Militar, de Lages, que esteve fazendo a primeira inspeção.

Agora será vez da Polícia Militar, ainda sem data definida, além da Vigilância Sanitária e do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA). O laudo técnico deverá ser protocolado até no dia 25 de novembro na Federação Catarinense, sendo que os clubes têm prazo até no dia 7 de janeiro para apresentarem os documentos que comprovam a realização dos itens solicitados.

Os pontos constatados pelos bombeiros são factuais e o próprio clube já tem o projeto de alteração previsto. De acordo com o tenente-coronel, Aldo José Franz, comandante do batalhão de Lages, os eventuais problemas são mínimos, apesar do laudo oficial ser liberado dentro de até 72 horas. “Nada que impeça a realização de jogos, até mesmo porque agora temos condições de firmar o Termo de Responsabilidade Técnica”. O comandante não tem informações sobre como foram as vistorias nos estádios dos outros seis clubes porque o Batalhão de Lages é responsável apenas pelo do Atlético em razão da jurisdição.

O superintendente do Atlético, Giovani Nunes, acredita que a Polícia Militar não deverá colocar obstáculo para a liberação do estádio. O clube vai substituir todo o alambrado, com a malha passando dos atuais 12 centímetros para apenas cinco. A altura passará de 2,3 metros para três, aumentando a segurança para os jogadores e arbitragem. “Não acreditamos que sejam encontrados outros problemas até mesmo porque as exigências já foram cumpridas na vistoria para o campeonato desta temporada”, complementou Nunes.

Fonte: Orlando Pereira/Imprensa CAHA

Veja as fotos:

Abaixo mais imagens (Fotos: Orlando Pereira/CAHA)

PUBLICIDADE

Publicidade
Publicidade
Publicidade