publicidade

Regiões do Estado são divididas em unidades seletivas


Novo regulamento da Fesporte elimina os chamados “regionais”


Escrito em 15/02/2017


Os representantes do Conselho Estadual de Esporte (Ced) reuniram-se na manhã desta terça-feira, 14, para discutirem e homologarem as propostas de alteração dos regulamentos dos eventos esportivo para este ano.

Dentre os principais pontos das propostas de alteração está a nova formatação dos eventos quanto às etapas. A estrutura de competições, embora se mantenha com três etapas, passa a ter a denominação de “seletiva” em vez de “regional”. Diferente formatação anterior, que tinha quatro eventos na etapa regional (Sul, Leste-Norte, Centro-Oeste e Oeste), na seletiva passa a ter 12.

Cada unidade seletiva passa a ser executada por um grupo de três Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs). De acordo com o diretor de esporte da Fesporte, Luciano Heck, o modelo representa maior economia para o Estado e para os municípios participantes, considerando que as competições desta etapa ficam no âmbito de suas unidades seletivas. “A economia chega a 40% no orçamento da Fesporte, com base na redução de custos de transporte, hospedagem, alimentação, material de premiação, arbitragem e repasses às sedes”, explicou Heck.

“A economia também se dará a cada município participante, já que percorrerão distâncias bem menores, e as disputas seletivas poderão ocorrer num único dia. Outro ponto positivo é a minimização de interferências no calendário escolar”, destacou o técnico em gestão esportiva Dárcio de Saules.

De cada unidade seletiva, os campeões das modalidades coletivas classificam-se para a etapa estadual, somando-se aos três primeiros colocados da edição anterior e ao município-sede.

As 12 unidades seletivas ficarão assim distribuídas:



Os números no mapa correspondem às ADRs. Acompanhe abaixo como ficam as unidades seletivas de acordo com a cor em destaque.




Dos eventos da Fesporte, só não ocorrem com essa nova estrutura os Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti) e os eventos do paradesporto (Parajasc e Parajesc), que mantêm as suas estruturas específicas, além do Festival Escolar Dança Catarina, que se compõe de 20 eventos na etapa microrregional e volta a ter quatro na regional, extinguindo-se assim a etapa estadual.

Outro importante item no novo regulamento trata da faixa etária. Não haverá mais variação de faixa etária por modalidade. Cada evento de rendimento passará a obedecer a um faixa etária comum a todas as modalidades. Dos Jogos Abertos podem participar atletas acima de 16 anos; para a Olesc, de 12 a 15 anos e para os Joguinhos Abertos, de 15 a 18. Os eventos da área escolar e de participação não sofrem alteração de idade.

Em relação à participação nos eventos da Fesporte, o atleta, que poderia antes se inscrever em três eventos, tendo obrigação de que as inscrições ocupem os segmentos de rendimento e escolar, passará agora a poder se inscrever, no máximo, em dois eventos, podendo ser ambos de um mesmo segmento.

O calendário de eventos de 2017 passará ainda por alguns ajustes, devendo ser homologado e publicado até a próxima semana.

Fonte: Texto: Heron Queiroz/Assessoria de Imprensa da Fesporte

Veja as fotos:

Foto: Divulgação Fesporte

PUBLICIDADE

Publicidade
Publicidade
Publicidade