publicidade

Campeão pela primeira vez, Houston Astros mostra a força de uma cidade


A série foi de grande emoção. Mas a famosa resiliência do Los Angeles Dodgers no jogo mais importante do ano, não veio.


por: Go Sports em 07/11/2017


O primeiro campeão das grandes ligas americanas edição 2017 é o Houston Astros. O mundo do baseball esteve muito atento a esta série contra o Los Angeles Dodgers que terminou na madrugada desta quinta-feira. Quem esperava emoção, viradas, dezenas de home-runs e jogos de fazer o coração bater mais forte, conseguiu. Isso até o jogo seis. Na noite de ontem, um 5-1 acabou dando um contexto menos emotivo para a final, mas não menos importante.

Toda a série foi bem doida. Os Dodgers favoritos pela campanha, mas intimidados por uma derrota em casa no segundo jogo, mostrava que a parada seria realmente dura. Houston em casa conseguia um fator importantíssimo que era o calor da torcida, muito mais quente do que em Los Angeles. O estádio fechado era muito mais barulhento que o Dodger Stadium, mesmo este sendo o de maior capacidade entre todos os times da MLB.

Baseball também é detalhe, apesar de um jogo demorado, as vezes cheio de rebatidas, ou nenhuma. Com um de seus melhores arremessadores, contratado no meio da temporada para estes momentos decisivos, o japonês Yu Darvish não deu a menor conta do recado. Coube a Clayton Kershaw, o nome da franquia californiana, tentar salvar o bolo no forno quente.

Acostumado a se auto proclamar “resiliente”, os donos da casa pouco fizeram durante o jogo. Tiveram várias oportunidades com jogadores em bases. Mas na hora das rebatidas para impulsionar corridas, Puig, Bellinger, Turner, Seager e Pederson passaram em branco. A lembrança das incríveis viradas na temporada regular, sumiu.

Para o Los Angeles Dodgers, a melhor campanha na temporada regular não serviu. É do último jogo que você precisa fazer o seu melhor. A partida final até foi muito equilibrada. A série foi bem maluca e a decisão no jogo sete, prova que todos tiveram chances de sonhar. Melhor para os Astros.

Houston, atingida violentamente por furacões e inundações neste ano, comemora seu primeiro título. É um time muito consistente, forte, com ótimos rebatedores. Sofreu no seu bullpen em alguns jogos da pós temporada toda e também na World Series. Mas como a melhor defesa, na maioria das vezes é o ataque, quem pontua mais, vence. A regra é essa.

Los Angeles agora continua na seca desde 1988. Já viu adversários próximos serem campeões nos últimos anos e o troféu ainda não chegou. Oakland, Los Angeles Angels e San Francisco Giants tiveram seus momentos de glória nestes 29 anos. A zoeira ainda não tem limites na Califórnia. Lamento por Vin Scully.

Houston leva para casa seu primeiro troféu e inaugurará seu novo banner no belo estádio na próxima temporada. Alegrias para uma comunidade que viveu fortemente a emoção e a união. De #HoustonStrong por conta das enchentes, para #EarnHistory, por conta do título, uma franquia nova sobe no conceito das grandes ligas. É algo a ser parabenizado.

Clóvis Eduardo Cuco é amante de esportes na televisão. As vezes sobe na arquibancada, mas apenas como jornalista, sua profissão e hobby. E toda a semana escreve sobre os esportes americanos na coluna "GO SPORTS"

PUBLICIDADE

Publicidade
Publicidade
Publicidade